A história do chocolate – Parte 2

Voltar ao Blog

Por Helena Prates

Neste post continuamos contando a trajetória do chocolate e sua chegada ao Brasil.

Brasil: o país do chocolate

O Brasil é um ambiente ideal para o cultivo do cacaueiro, típico de clima tropical, principalmente nas regiões do Espírito Santo e de Ilhéus, no sul da Bahia. No século XVII, a cultura cacaueira foi iniciada pelos portugueses no Brasil.

Porém, somente a partir da segunda metade do século XIX, algumas fábricas chocolateiras foram instaladas no Brasil. Em 1891, os irmãos Franz e Max Neugebauer juntamente com o sócio Fritz Gerhardt, imigrantes alemães, fundaram em Porto Alegre a empresa Neugebauer Irmãos & Gerhardt, tendo sido esta a mais antiga fábrica brasileira de chocolate. Hoje, nosso país é o maior produtor de cacau da América Latina e um dos maiores do mundo ao lado da Costa do Marfim, de Gana e do Equador.
05
Por que é tão bom?

Não é à toa que podemos, sim, chamar o chocolate de alimento da felicidade, já que tem em sua composição substâncias como a cafeína, a teobromina e a feniletilamina. A cafeína atua como estimulante. Teobromina estimula o músculo do coração e o sistema nervoso. E a feniletilamina é responsável pelo bom humor, por ser um antidepressivo.

Além disso, a ingestão de suas calorias elevam nossos teores de endorfinas, outra substância totalmente ligada ao nosso humor, quanto mais endorfinas produzimos, mais de bem com a vida ficamos.

Alguns especialistas também indicam que o chocolate possui uma substância chamada metilxantina, que dá a sensação de relaxamento igualmente provocada pela Cannabis sativa, porém em escalas bem menores.

Chamado pelos gregos de “theobroma”, que significa literalmente alimento dos deuses, pesquisas recentes demonstram que o chocolate tem mesmo poderes afrodisíacos, por aumentar nossa libido, e ação antioxidante, que melhora nosso sistema circulatório e diminui nossa pressão sanguínea.

Por tudo isso, quando a carência bater, a madrugada parecer longa e solitária demais, ou simplesmente você quiser se dar um vale alegria instantânea, um vale saciedade, permita-se o prazer de comer uma trufa Dio Santo – tão boa e pouco calórica, que até a santa dieta desconfia!

Fontes de pesquisa:
http://www.mademoiselledemargaux.com/histoire-chocolat.htm
http://www.chococlic.com/Histoire-du-chocolat_r34.html
http://thechocolatemuseum.co.uk
http://choco-story-brugge.be
http://www.thestoryofchocolate.com
http://www.infoescola.com/alimentos/chocolate
http://www.mundodastribos.com/historia-do-chocolate.html
http://www.chabad.org.br/biblioteca/artigos/chocolate/home.html
http://www.bemdesaude.com/content/chocolate_estimula_a_serotonina.html